Secretaria realiza encontro formativo voltado aos projetos de arte e cultura nas escolas

videoconferencia-projeto-de-arte-e-cultura-foto-liviane-barbosa-27
Estudantes, professores articuladores, coordenadores pedagógicos e diretores escolares da rede pública estadual participaram de mais uma edição da videoconferência “A Arte e Cultura nos contextos escolares: o pioneirismo baiano na consolidação das políticas culturais com a juventude estudantil”, nesta quinta-feira (17), no Instituto Anísio Teixeira (IAT), em Salvador, e transmitida para as telessalas dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE). Para dialogar sobre o tema, estiveram presentes, entre outros, o maestro Fred Dantas, o músico Luciano Bahia, o historiador Sérgio Guerra Filho e a ex-aluna da rede, Inara Carneiro, finalista do Festival da Canção Estudantil (FACE), em 2015.
O objetivo do encontro foi aprofundar o debate sobre os conhecimentos artísticos e culturais estudantis em suas distintas linguagens e garantir o processo formativo nas escolas para a realização das etapas regionais e estadual dos projetos de arte e cultura. “Ao lado de profissionais renomados, que atenderam ao nosso convite por acreditarem nas políticas culturais do Estado, nos reunimos para, juntos, nortearmos os próximos passos daqueles que irão participar dos projetos, que terão suas culminâncias das etapas regionais entre setembro e outubro. Todas as regiões estarão em festa, com saraus, festivais de música e mostras, até chegarmos ao Encontro Estudantil anual”, afirmou a coordenadora de Projetos Intersetoriais da Secretaria da Educação, Nide Nobre.
Atualmente cursando o curso superior de Fisioterapia, Inara Carneiro, 19, contou que ter participado do FACE foi um dos momentos mais importantes de sua vida. “Para mim é muito gratificante estar aqui, hoje, falando da minha experiência de ter vivenciado todas as etapas do festival de música da rede estadual e ter chegado à final. Deixo aqui a minha dica: professores, incentivem os seus alunos porque o FACE abre portas; é uma espécie de gaiola que, quando se abre, a gente alcança altos voos”, disse a ex-estudante da Escola Estadual João Carneiro, no povoado de Vila Carneiro, em Conceição do Coité (a 211 km de Salvador).
Protagonismo estudantil
À frente do Festival da Canção Estudantil como diretor musical, Luciano Bahia, desde a sua primeira edição, em 2007, afirmou que o FACE é fundamental e vitorioso. “O FACE é um projeto de vida longa. Selecionamos, por ano, 15 músicas e, ao longo das nove edições, foram 135 canções, acompanhadas por uma banda de músicos renomados e gravadas de maneira o mais profissional possível e que compõem um importante acervo musical da Bahia”, pontuou o músico baiano.
O maestro Fred Dantas, criador das Oficinas de Frevos e Dobrados, destacou a importância das fanfarras dentro das escolas e da recuperação das Filarmônicas do Estado. “Esses grupos têm sido um veículo para se dar o primeiro contato dos estudantes com a música. O Governo do Estado, através do Núcleo de Orquestras Juvenis, com toda aspiração e amor, fez renascer as filarmônicas. Hoje, temos mais de oito mil crianças inscritas nelas, em todo a Bahia”, ressaltou.
O historiador Sérgio Guerra Filho, que abordou o tema “A independência e seus festejos na Bahia”, ressaltou a importância do protagonismo estudantil na Educação. “Ao discutir o protagonismo popular na guerra da Independência da Bahia, faço uma referência à participação dos estudantes nas fanfarras escolares e nos jovens, nas filarmônicas. Não podemos perder de vista a Educação na construção da identidade de um povo. Esperamos 50 anos para termos a segunda universidade federal no Estado (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia), e sabemos que são as instituições públicas de Ensino Superior e da Educação Básica os vetores fundamentais do desenvolvimento econômico e, sobretudo, humano da sociedade”.
Projetos culturais
Os projetos culturais da rede estadual têm a participação dos estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio e equivalentes. São eles: Festival Anual da Canção Estudantil (FACE), Tempos de Arte Literária (TAL), Artes Visuais Estudantis (AVE), Educação Patrimonial e Artística (EPA), Mostra de Dança Estudantil (Dance), Produção de Vídeos Estudantis (Prove), Encontro de Canto Coral Estudantil (Encante); Festival Estudantil de Teatro (Feste) e Fanfarras Escolares. A Secretaria da Educação do Estado busca, com esta inciativa, diversificar e inovar os currículos escolares, assim como valorizar as expressões culturais regionais, promovendo exposições das obras de arte estudantis nos contextos escolares e, sobretudo, o acesso dos estudantes ao conhecimento científico, às artes e à cultura.

Estado amplia acesso à bolsa permanência para professores prestes a se aposentar

prof
Os professores que possuem os requisitos para a aposentaria, mas que desejam permanecer em atividade, podem requerer, a qualquer tempo, o benefício da Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe, implementada pela Lei n° 13.595/2016. A medida é baseada em portaria publicada pela Secretaria da Educação, no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (16). Aqueles que optarem pela bolsa e decidirem continuar lecionando recebem valores de R$ 800, para carga horária de 20h, e de R$ 1.600, para 40 horas. A vigência do recebimento da bolsa é a partir da data da publicação do ato de concessão.
“A Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe é uma iniciativa que reflete os esforços empreendidos pelo Governo do Estado para melhorar a educação pública. Afinal, estamos tratando de professores com larga experiência, profissionais que dedicaram suas vidas à escola e que, portanto, podem optar em continuar contribuindo com a educação e com a formação dos nossos estudantes”, comentou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.
Dentre os requisitos para ser beneficiado, o professor precisa ter completado as exigências para a aposentadoria voluntária nos termos da Lei nº 11.357/2009; estar lotado em uma unidade escolar e ter optado por permanecer em efetiva regência de classe. A Bolsa de Estímulo à Permanência será paga pela Secretaria da Educação do Estado mensalmente e, exclusivamente, durante o ano letivo, e serão levadas em consideração áreas do conhecimento em que haja carência de docentes na rede estadual.
O que fazer? 
Os professores poderão dar entrada na solicitação do benefício se dirigindo ao SAC Educação, em Salvador e Feira de Santana, ou no Núcleo Territorial de Educação (NTE) vinculado à sua escola. Na etapa seguinte, o setor de Recursos Humanos da Secretaria da Educação apreciará os pedidos para a publicação dos contemplados, por meio do Diário Oficial do Estado.

Videoconferência comemora o Dia do Patrimônio Histórico nesta quinta (17)

videoconferencia-dos-projetos-estruturantes-de-cultura-10
A Secretaria da Educação do Estado da Bahia realiza, nesta quinta-feira (17), a Videoconferência ‘A Arte e Cultura nos contextos escolares: o pioneirismo baiano na consolidação das políticas culturais com a juventude estudantil’. O evento, que comemora o Dia Nacional do Patrimônio Histórico, será realizado das 8h30 às 17h, no Instituto Anísio Teixeira (IAT) e nas telessalas dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE).
Confira a programação: 
Manhã
- 8h30 – Abertura oficial
Hino ao Dois de Julho/Hino da Bahia
Cristina Santana/Tereza Farias
- 8h45 – O Festival Anual da Canção Estudantil (Face): um projeto fundamental e vitorioso – Luciano Bahia
- 9h – Canto Negro: uma história de luta, resistência e samba – Inara Carneiro – estudante da rede
- 9h20 – Música como mobilização e música de mobilidade – Maestro Fred Dantas
- 9h40 – A Independência e seus festejos na Bahia – Sergio Guerra Filho
- 10h00 – Literatura Negras e Juventudes – Claudia Santos
- 10h20 –  Brado por liberdade/ Liberdade assistida – Importância das políticas culturas estudantis para formação e direcionamento artístico e acadêmico – Roberth Novaes
- 10h40 – Arte e Cultura nos Contextos Escolares: orientações para os projetos artísticos – Nide Nobre/Lorena Lisboa
- 11h – Interatividade com os NTE
- 12h – Encerramento da manhã
Tarde
- 14h Abertura
- 14h10 – Sertão olvidado: memória e esquecimento da “Civilização do couro” – Luiz Freire
- 14h30 – A técnica vocal como elemento de crescimento artístico e motivador para novas performances – Paulo Fontes (Jacobina)
- 14h50 – O olhar que vem de dentro – Pola Ribeiro
- 15h10 – Uma câmera na mão, uma ideia no papel, a arte de contar histórias – Toni Couto
- 15h30 – Retratos: uma canção para o Face – Ana Beatriz Padilha – estudante da rede
- 15h50 – Arte, Cultura e Patrimônio nos contextos escolares: projetos artísticos e culturais – Nide Nobre
- 16h – Ando tentando – Rogério de Araújo e Yuri Silva – estudantes da rede
- 16h10 – Participação dos NTE – Interatividade
- 17h30 – Encerramento

O Centro Territorial de Educação Profissional do Médio Sudoeste da Bahia – CETEP – realizará solenidade de formatura de novos técnicos

cetep

O Centro Territorial de Educação Profissional do Médio Sudoeste da Bahia – CETEP – localizado no município de Itororó, realizará na próxima sexta-feira (18), Solenidade de Colação de Grau de  novos técnicos dos cursos de Informática,  Secretariado,  Enfermagem, Administração, Contabilidade, Agroindústria, Agroecologia e Zootecnia.

 

 

Rui anuncia concurso com 3,4 mil vagas para professores e coordenadores pedagógicos

diario-oficial
Em reunião com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Bahia (APLB), nesta segunda-feira (14), na Governadoria, o governador Rui Costa anunciou detalhes sobre concurso público para contratação de 2.796 professores e 664 coordenadores pedagógicos. As vagas do certame serão municipalizadas e distribuídas por 365 cidades baianas. O Governo do Estado também aumentou para 70% o percentual de gratificação por Condições Especiais de Trabalho (CET) de todos os diretores escolares da rede de ensino. Ainda como resultado da reunião com a APLB, o governador autorizou a ampliação da jornada de trabalho para aqueles educadores que trabalham 20h semanais e desejam passar para o regime de 40h, recebendo o dobro do salário.
“A reunião foi muito positiva. Conversamos sobre os pleitos, as demandas dos professores, e saímos com boas notícias. O concurso, que terá um total de 3.460 vagas, será publicado em, no máximo, 60 dias. Além disso, anunciamos a incorporação para 1.078 professores da ampliação da jornada de trabalho, de 20h para 40h semanais. E, cumprindo um compromisso meu, também aumentaremos a remuneração de diretores de escola. Marquei uma nova reunião com a APLB para a segunda quinzena de setembro, quando conversaremos sobre o restante da pauta, com as promoções dos reajustes que vamos praticar ainda este ano, em função dos cálculos que estamos fazendo pra dar garantias que possamos fazer melhoria salarial associada à segurança, tanto dos aposentados, quanto dos professores da ativa”, afirmou Rui Costa.
Segundo o secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, o governador está apostando firmemente na mudança pedagógica e no apoio à escola. “Além das vagas oferecidas no concurso, estamos aumentando a carga horária de 262 coordenadores pedagógicos de 20 para 40 horas semanais com o objetivo de cobrir a totalidade de nossas escolas com coordenação pedagógica. Os novos professores também vão trabalhar num regime de 40 horas, o que possibilita uma maior interação e ambientação do professor com a escola, e consequentemente uma melhora do trabalho que é feito”, explicou.
Os concursos para os educadores e o aumento de carga horária têm o objetivo de suprir a vacância deixada pelo grande volume de aposentadorias e garantir a prestação dos serviços da rede pública de ensino, composta por 1.297 unidades escolares.
A abertura dos certames e a concessão de aumento de carga horária remunerada foram possíveis em função de o Estado ter saído do limite prudencial com gastos de pessoal, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). A Secretaria da Administração do Estado (Saeb) está em fase de preparação dos editais.
As 2.796 vagas abertas para professores do ensino médio e fundamental vão gerar um impacto de R$ 117,6 milhões, a partir de janeiro de 2018. As vagas serão para professores do magistério público com carga de 40 horas semanais. Já com as 664 vagas de coordenadores pedagógicos, o Governo terá uma despesa com custeio de R$ 29,4 milhões, no exercício 2018.
De acordo com o presidente da APLB, Rui Oliveira, a reunião foi proveitosa. “Decidimos pontos importantes com o governador, que figuram como uma grande vitória do movimento sindical.  Vamos continuar discutindo sobre promoções e outras questões em outro encontro que já deixamos marcado”.
Carga horária – O Governo vai abrir processo para a ampliação de carga horária de 816 professores do ensino fundamental e médio. O acréscimo dos gastos com ampliação da carga horária será de 29,4 milhões no exercício de 2018. Os processos de aumento da carga horária devem ser solicitados individualmente pelos interessados e estarão condicionados à existência de vaga no quadro de magistério público estadual, além da observância dos critérios previstos no Estatuto do Magistério.
Também foram abertas 262 vagas para aumento de carga horária de coordenadores pedagógicos. Eles vão sair de uma carga de 20 horas para 40 horas semanais. A medida teve entendimento favorável da Procuradoria Geral do Estado (PGE), em função de suprir a vacância de aposentados, exonerados e falecimentos.
Bolsa Permanência – A Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe é outra medida do Governo do Estado para garantir a boa prestação dos serviços da rede pública de ensino, em função da grande quantidade de aposentadorias de educadores.
Em dezembro de 2016, a administração estadual abriu três mil vagas da bolsa para professores que já possuem os requisitos para aposentaria, mas que desejam permanecer em atividade. Aqueles que optarem pela bolsa e decidirem continuar lecionando recebem valores entre R$ 800 e R$ 1,6 mil, dependendo se a carga horária é de 20 ou 40 horas.
Segundo o secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, o governador está apostando firmemente na mudança pedagógica e no apoio à escola. “Além das vagas oferecidas no concurso, estamos aumentando a carga horária de 262 coordenadores pedagógicos de 20 para 40 horas semanais com o objetivo de cobrir a totalidade de nossas escolas com coordenação pedagógica. Os novos professores também vão trabalhar num regime de 40 horas, o que possibilita uma maior interação e ambientação do professor com a escola, e consequentemente uma melhora do trabalho que é feito”, explicou.

TERMINAM HOJE AS INSCRIÇÕES PARA O PRÊMIO GESTÃO ESCOLAR 2017 Terminam hoje as inscrições para o Prêmio Gestão Escolar 2017

gestao
Terminam, nesta segunda-feira (14), as inscrições para o Prêmio Gestão Escolar 2017, que contempla projetos inovadores e gestões competentes na Educação Básica da rede pública. Promovido pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), desde 1998, a ação foi lançada no 12 de maio, durante a tradicional feira Bett Educar, em São Paulo.
Podem concorrer escolas do ensino regular da educação básica, das redes públicas estaduais/distrital e municipais. A restrição fica para as escolas e/ou os diretores que já tenham sido premiados como destaque estadual/distrital na edição anterior do PGE ano 2015. Estas não poderão participar. “As nossas escolas estão cheias de ótimas iniciativas e este prêmio é um merecido reconhecimento para estas boas práticas que fortalecem o eixo pedagógico nas escolas”, afirmou Walter Pinheiro, secretário da Educação.
Para participar, o gestor deve se inscrever no portal do Consed, onde terá acesso a um instrumento de autoavaliação. “Ao analisar os processos de gestão da escola, ele vai elaborar um plano de ação, construído com a participação da comunidade escolar. Ao final, os melhores resultados serão premiados”, explica o presidente do Consed, Idilvan Alencar.
Esta é a 16ª edição do prêmio, que a partir de 2011, tornou-se bianual. Em mais de duas décadas, aproximadamente 34 mil escolas de todas as regiões do país participaram e mais de 7 milhões de estudantes foram beneficiados com os projetos implantados pelos gestores inscritos. Neste período, 90 escolas chegaram à etapa final e foram premiadas com recursos financeiros e equipamentos, além de formação e intercâmbio para os diretores.
O processo de seleção das escolas inscritas se dará em quatro etapas: Local, Estadual, Regional e Nacional. Nas etapas Local e Estadual, representantes do Consed e da Uninão Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), em cada unidade da federação, serão responsáveis por selecionar os avaliadores e coordenar o processo seletivo em suas respectivas jurisdições, considerando os critérios descritos neste Edital.
De acordo com o edital, a qualquer momento do processo seletivo, os avaliadores poderão realizar visitas técnicas às escolas inscritas para verificar se as informações constantes na ficha de inscrição condizem com a realidade observada, sendo que, por ocasião dessas visitas, poderá ser solicitada a comprovação documental das informações.
Na etapa seguinte, os comitês regionais contarão com especialistas contratados pela Coordenação Nacional do Prêmio Gestão Escolar, que utilizarão como objeto de análise a ficha de inscrição elaborada pela escola. Ao final, na etapa nacional, a Comissão, composta por representantes das instituições parceiras e do Consed, por meio de voto direto, secreto e unipessoal, indicará a escola “Referência Brasil” a partir da análise da ficha de inscrição e de entrevistas com os diretores.
O PGE 2017 será concedido nas categorias “Escola Destaque Local” “Destaque Estadual/Distrital”, “Destaque Regional” e “Referência Brasil”. Além dos diplomas, haverá uma viagem de intercâmbio nacional para os representantes das escolas “Destaque Estadual/Distrital”, uma viagem de intercâmbio a um país da América Latina para os representantes das escolas “Destaque Regional” e “Referência Brasil”, além de um prêmio em dinheiro, no valor de R$ 30 mil, para a escola “Referência Brasil”.

Gincana escolar em Itarantim celebra a diversidade cultural do país

130
A diversidade cultural do país marcou a gincana do Colégio Estadual Naomar Soares Alcântara, no município de Itarantim, realizada nestas terça e quarta (8 e 9). Intitulada CENSA 2017 – Brasil: do Caburaí ao Chuí, a iniciativa teve como objetivo promover o protagonismo estudantil, por meio de atividades lúdicas, artísticas, provas de conhecimentos gerais, palestras e exposições sobre as regiões Norte, Nordeste e Sudeste.
Cerca de 600 estudantes, divididos em três equipes (Arretados, Explosão e Guerreiros XXI), foram envolvidos na maratona de atividades, que já é tradição da unidade e na comunidade local. “A gincana do CENSA movimenta toda a cidade. Os estudantes se empenham nas pesquisas, na organização dos espaços e das equipes e na realização das provas interdisciplinares, que são elaboradas pelos professores. É um momento de descontração e conhecimento para todos e, este ano, estamos abordando a identidade cultural dessas três regiões”, explicou Carla Chaves Batista, diretora da unidade.
Os colegas Daniel Leal Dias, 21 anos, estudante da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Nicole Sales, 15 anos, do 1º ano do Ensino Médio, integrantes da equipe Arretados, abordaram a região Nordeste. “Estudamos bastante sobre a nossa região, sobre a dança, as comidas típicas, os artistas, os autores e principais personagens que marcaram a literatura. Foi tudo bem organizado, divertido e disputado também”, conta Daniel. Já Nicole, disse que apesar de ser baiana, não sabia muito sobre a diversidade do seu Estado e gostou do aprendizado. “A gincana me deu a oportunidade de conhecer mais sobre a minha terra, sobre os autores baianos, os pratos típicos e a origem do Axé e de como a Bahia é querida”, comentou.
Os integrantes da equipe Explosão apresentaram as curiosidades, personagens históricos, políticos e artísticos da região Norte. Ângelo Henrique Rodrigues, 17, 3º ano, ficou entusiasmado. “Apresentamos o grito de guerra e o mascote da equipe, também fizemos demonstração da dança cultural e de um prato típico da região homenageada. Também falamos um pouco pessoas importantes da região Norte, dentre as quais, escolhemos Chico Mendes”, destacou.

O Colégio Estadual Francisco Antônio de Brito – CEFAB, em Itororó, realizará Mostra Cultural nos dias 10 e 11 de agosto

pag.conv

 

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia, desde 2008, vem desenvolvendo uma iniciativa pioneira no campo de políticas culturais com a juventude estudantil, ao entender a arte e a cultura como sendo componentes essenciais à matriz do conhecimento na educação básica das escolas da rede estadual através dos Projetos Estruturantes: Encante, EPA, Artes Visuais Estudantis – AVE, Tempo de Artes Literárias – TAL, FESTE, Dança Estudantil – DANCE, e PROVE.

Sendo assim, o Colégio Estadual Francisco Antônio de Brito atendendo à proposta da Secretaria da Educação, apresenta mais uma Mostra Cultural que neste ano fará uma homenagem póstuma à Professora Valquísia Soares de Alcântara Souza, uma grande educadora que muito contribuiu com o desenvolvimento educacional e cultural da comunidade itororoense.

 

Veja programação:

cronograma

Estudantes do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães participam da VIII Gincana Cultural e Social

37

Estudantes do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães participam, de 08 a 10 de agosto, da VIII Gincana Cultural e Social, tendo como um dos objetivos principais promover a integração e o espírito de companheirismo entre os participantes que estão distribuídos em quatro equipes: azul, rosa, vermelho e verde, ao tempo em que o colégio  comemora o aniversário de 18 anos  de funcionamento, oferecendo à  comunidade  itapetinguense  uma educação  de  qualidade, com foco  na  formação do  sujeito crítico e  cidadão .

Núcleo Territorial de Educação – NTE/08 – realiza Formação do Círculo II do Programa Pacto pela Alfabetização.

lio

Acontece de 08 a 10 de agosto, no Núcleo Territorial de Educação – NTE 08, a Formação do Círculo II do Programa Pacto pela Alfabetização, sob a coordenação da Formadora Regional Eliene Chaves, tendo como público alvo os coordenadores pedagógicos municipais das 13 cidades que compõem o Território de Identidade do Médio Sudoeste da Bahia.

O encontro tem como objetivo principal refletir sobre as práticas alfabetizadoras, em uma proposta interdisciplinar, sinalizando possibilidades de intervenção nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática.